Novidades | Confederação emite comunicado condenando ato de racismo contra atleta

| Confederação emite comunicado condenando ato de racismo contra atleta |

Confederação emite comunicado condenando ato de racismo contra atleta


REPRODUÇÃO/DIVULGAÇÃO

Compartilhe:



Confederação emite comunicado condenando ato de racismo contra atleta

A Confederação Brasileira de Taekwondo condenou veementemente um ato de racismo sofrido pelo atleta Gabriel Campolina dos Santos, integrante da seleção nacional da modalidade. O episódio lamentável ocorreu em São Caetano do Sul, na região metropolitana de São Paulo, onde o lutador foi agredido por um indivíduo que o atacou de forma racista, justificando que ele era “preto e estava abraçando uma pessoa branca”.

Em comunicado, a confederação repudiou qualquer tipo de preconceito e demonstrou solidariedade a Gabriel Santos. Em meio à indignação quanto à ocorrência, a organização reiterou seu compromisso em combater ativamente o racismo e todas as formas de discriminação, defendendo uma sociedade mais justa e inclusiva.

No relato feito pelo atleta, Gabriel Santos explicou que estava na escadaria da estação em companhia de uma colega de treinos, quando foi agredido por um homem. Embora tenha afirmado não ter sofrido lesões graves, disse que precisou se defender das agressões do agressor, que proferiu ofensas racistas durante o episódio.

O agressor, de 20 anos, foi detido em flagrante após a intervenção de testemunhas que presenciaram o ocorrido. A Secretaria da Segurança Pública informou que o indivíduo foi conduzido à delegacia local para os procedimentos legais, enquanto as vítimas foram encaminhadas para atendimento médico e exames. O caso foi registrado como lesão corporal e injúria racial, evidenciando a gravidade do ocorrido e a importância de se combater ativamente atitudes discriminatórias.






Recomendamos


Outras Novidades





Mais Recentes