Novidades | Agressor de praticante de taekwondo é solto após audiência judicial.

| Agressor de praticante de taekwondo é solto após audiência judicial. |

Agressor de praticante de taekwondo é solto após audiência judicial.


REPRODUÇÃO/DIVULGAÇÃO

Compartilhe:



Agressor de praticante de taekwondo é solto após audiência judicial.

Um agressor que atacou um atleta da seleção brasileira de taekwondo em frente à estação São Caetano, em São Paulo, foi liberado pelo Tribunal de Justiça após audiência de custódia. O lutador, Gabriel Santos, sofreu agressões verbais e físicas enquanto estava sentado na escada da estação com uma companheira de treinos. O agressor fez comentários racistas, iniciando a briga. Houve uma reação por parte do atleta, que conseguiu se defender. Após ser contido por pessoas presentes, o agressor foi preso em flagrante e o caso foi registrado como lesão corporal e injúria racial.

Gabriel Santos, conhecido como Mussun, afirmou que não sofreu lesões graves durante o incidente. Nas redes sociais, ele relatou os detalhes da agressão e mencionou que o agressor proferiu ofensas racistas durante o confronto. O suspeito, um homem de 20 anos, foi levado à Delegacia de São Caetano do Sul por guardas municipais. Após receber atendimento médico em uma UPA, as vítimas também compareceram à delegacia. Exames foram solicitados ao IML para a investigação do caso.

A Secretaria da Segurança Pública confirmou a prisão do agressor e sua detenção para o devido registro policial. O atleta Gabriel Santos reiterou que apenas se defendeu das investidas do agressor e expôs a situação nas redes sociais. O caso gerou repercussão e uma discussão sobre racismo e violência, demonstrando a importância do combate a esse tipo de comportamento prejudicial para a sociedade como um todo.






Recomendamos


Outras Novidades





Mais Recentes